.posts recentes

. ...

. Um dia importante

. Mais um mês contigo

. Aos Amigos

. Para ti amor.....

. A ti ...Mãe

. Amo-te hoje e sempre

. A ti ....

. ...

. ...Serei, serás, seremos....

.arquivos

. Setembro 2008

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

Terça-feira, 15 de Agosto de 2006

Solidão

Num momento de solidão, faço uma viagem oo interior daquilo que sou hoje. Encontro neste tão arduo caminho, uma mulher rica em pensamentos, cujos sonhos e delírios a fazem viver o que tanto deseja viver e pobre de corpo e alma, por tanto amor ter para dar e não ter capacidade de o oferecer a quem realmente ama. Pelo decurso vou-me interrogando. Deparo-me com um conjunto de porquês, que me deixam insatisfeita mas, ao mesmo tempo, me transmitem a serenidade que necessito, para acalmar a dor que sinto dentro de mim. Uma espécie de refúgio, onde perdou-o ao meu próprio coração, a alteração do seu rumo. Possivelmente não conseguirei explicar tamanhas contradições mas, quem ama como eu amo, entenderá, certamente, as minhas palavras. Procurei a culpa, mas...
 Que culpa tenho eu...
 ... se o meu coração chama por ti ...
... se os meus pensamentos te pertecem ...
... se os meus olhos te procuram ...
... se o meu corpo pede o teu ...
... se as minhas mãos saciam o desejo que me provocas ...
... se a minha felicidade depende de ti ...
 
... mas, entendo que no amor não existe culpa. Existe algo para dar e receber. Existe entrega. Existe desejo. Existe tudo aquilo que eu tenho para ti. Procurei libertar-me desta teia, mas... 
Como libertar-me...
 
... se o teu olhar me prende ...
... se as tuas palavras me aquecem a alma ...
... se os teus carinhos me fazem sorrir ...
... se a tua ausência me faz chorar ...
... se a saudade me faz sonhar ...
... se me sinto por ti amada ...
        
... mas, o amor não se procura. Acontece. Nasce. Cresce. Não se evita. Não se liberta. Não se obriga. Não se desiste. Sente-se. Vive-se. Procurei acalmar a dor...
 Como?...
... mantendo a esperaça que me deixe amá-lo ...
... acreditando nas palavras que me dirige ...
... aceitando a sua maneira de ser ...
... refugiando-me nas palavras que lhe deixo ...
... assediando-o quando a coragem mo permite ...
... continuando a Amá-lo, como nunca amei ...
 
... que mais me resta fazer, se me sinto assim, sem si...
 
Espelho de mim
 

publicado por lenamar31 às 21:43

link do post | comentar | favorito

2 comentários:
De Nylda a 18 de Agosto de 2006 às 00:48
Olá...
Hoje vim para dizer que vou de férias, volto em Setembro.
Até lá fica com Deus. Até ao meu regresso.
Beijos e um Sorriso.



De Carlos Gomes a 31 de Agosto de 2006 às 23:03
Já passei por isso...O que te posso dizer é para não deixares de ser quem és, apesar da solidão...

Beijos


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
24
25
26
27

28
29
30


.Fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds